• Menu

Introdução

11-03-09-medicina-(5).jpg

Atualmente, tem-se comentado muito a respeito do termo “qualidade de vida”, mas suas definições podem ser interpretadas de diversas formas, mas o que vemos em comum é que qualidade de vida é estar bem tanto no aspecto psicológico quanto no físico, somando assim uma interação que faz com que nosso cotidiano seja melhor, porém para o idoso muitos fatores atrapalham para que este esteja bem com ambos os aspectos, ou seja, pode ter uma boa memória, porém seu corpo é debilitado e vice-versa.

Quando pensamos em qualidade de vida logo relacionamos as ações e atitudes que estão sendo realizadas na forma de para a nossa sociedade e para terceira idade, ou seja, alguns produzem remédios que prometem melhoras, outros inventam máquinas que fazem tudo no lugar dos humanos, e nós profissionais da Educação Física, o que fazemos? Sem dúvida promovemos a verdadeira qualidade de vida, por meio de atividades práticas e naturais que aplicamos, observamos muitas melhoras na saúde física e mental não só dos idosos como de todos, realizando práticas em conjuntos, criando grupos para atividades, promovendo a socialização e dessa forma colaborando na busca da qualidade de vida.

Na terceira idade, a qualidade de vida se evidencia na capacidade de viver sem doenças, de superar as dificuldades dos estados ou condições de morbidade, com isso realizando nosso trabalho podemos, aliviar a dor, o mal-estar e as doenças, intervindo sobre os problemas que podem gerar dependências e desconfortos.

Para que a qualidade de vida na terceira idade seja plena e para que o idoso seja feliz, deve-se levar em conta fatores como ter boa capacidade funcional, uma ocupação, afeição e comunicação, assim quando promovemos um grupo de atividades para a terceira idade, esses fatores são saciados, gerando contentamento ao idoso e colaborando para sua vida.

Assim, percebe-se que a prática de atividades físicas é de fundamental importância para qualidade de vida do idoso, e é de extrema importância que o idoso incorpore, em seu modo de vida hábitos saudáveis através de informações e conteúdos que sejam capazes de modificar e acrescentar atitudes favoráveis para a manutenção e prevenção de sua saúde tanto física como mental, emocional, social e espiritual.

Portanto nós educadores físicos devemos nos empenhar de forma eficaz e efetiva para mobilização de recursos, construção e viabilização de projetos, que atinjam a meta de uma população idosa cada vez mais ativa e consequentemente com maior qualidade de vida.

IDOSO SAUDÁVEL É IDOSO FELIZ!

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License