Finanças Solidárias

Voltar ao MENU

No Brasil, o movimento das finanças solidárias possui ainda desenvolvimento relativamente incipiente, por motivos diversos, dentre os quais podemos citar especialmente a ausência do hábito de poupança na população e uma série de impedimentos legais à constituição das cooperativas de crédito e à captação da poupança por instituições que não estejam incorporadas ao Sistema Financeiro Nacional.

O enfrentamento da perversidade sistêmica da globalização acontece por meio do desenvolvimento de uma consciência crítica ao sistema, pela conformação de grupos de pressão política contrários aos ditames da atual ordem sócio-política e econnômica e pelo desabrochar de práticas sociais contra-hegemônicas. Assim, por exemplo, o desenvolvimento de práticas de democracia direta e participativa para enriquecer e questionar os limites da democracia representativa. Do mesmo modo, na economia, pelo crescimento das formas autogestinárias e cooperativas de produção, pelo consumo consciente, ambiental e socialmente justo. E no campo das finanças, pelo surgimento das experiências e ações das finanças solidárias. Novos tratamentos da temática da poupança, novas finalidades para ela, novos tramentos das opções de investimento, novos tratamentos para o problema dos riscos do crédito, e portanto para o desenvolvimento de formas de garantir operações de financiamento, que permitam aos pobres acessar os recursos disponíveis para alavancar novos padrões de desenvolvimento humano. Resgatar a moeda como ferramenta de convivialidade e não como mecanismo de espoliação. Tais são alguns dos desafios para um sistema de finanças solidárias.

Desafios para o fortalecimento das finanças solidárias

Desafio da Identidade

Parte-se da premissa de que o compromisso com a mudança social deva ser o fator estimulador da atuação das organizações e de cada um de seus integrantes, gestores, quadro técnico, funcionários, parceiros e colaboradores. Nem sempre é fácil manter esta compreensão quando se adentra ao ambiente do cálculo monetário, das taxas e da busca do equilíbrio financeiro da organização. Há sempre que se evitar o risco do distanciamento da utopia social.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Finan%C3%A7as_solid%C3%A1rias

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License