Entrevista

Entrevista realizada no dia 20/10/09 com o Sr. Aleixo Tavares - Presidente da CIPA, na CEAL - Companhia Energética de Alagoas- de Arapiraca. Realizada por Cássia Katiele e Josefa Raquel

Cássia Katiele: Fale sobre a CIPA:

7DSC00011.JPG

Sr. Aleixo - A CIPA significa Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. São membros eleitos pelos funcionários para representar os trabalhadores na questão de segurança do trabalho. Alguns são eleitos e outros indicados pela empresa, como é o meu caso.
A CIPA é formada pelo presidente, vice-presidente, o primeiro e o segundo secretário e mais quatro suplentes.
A CIPA foi criada a mais ou menos um mês aqui em Arapiraca, por enquanto só eu faço parte da Comissão.

Cássia Katiele: Qual a função da CIPA?

Sr. Aleixo - Nós orientamos, fiscalizamos, fazemos inspeções para saber se o pessoal está usando os equipamentos, se a empresa está fornecendo os equipamentos de segurança.

Cássia Katiele: Na sua empresa existe algum Técnico de Segurança, Engenheiro ou Médico do Trabalho?

Sr. Aleixo - Sim. Temos Técnico de Segurança, Médico, Assistente Social e engenheiro, porém eles se encontram na empresa sede que fica em Maceió.

Josefa Raquel: Quais medidas são adotadas visando minimizar e/ou eliminar os riscos de acidentes de trabalho?

Sr. Aleixo - Fazemos reuniões mensais para discutir os problemas de segurança, são registradas em ata e, quando necessário enviamos aos responsáveis para solucionar o problema. E quando ocorre um acidente, é feita uma reunião extraordinária as causas do acidente.

Josefa Raquel: Quais os procedimentos realizados pela empresa caso haja um acidente com um funcionário no exercício do trabalho?

Sr. Aleixo - Quando ocorre um acidente dependendo da gravidade, nós somos treinados periodicamente a fazer os primeiros socorros. Quando o acidente é mais grave procuramos uma abunlância para um atendimento mais completo.
Quando ocorre um acidente é feito um documento CAT- Comunicação de Acidente do Trabalho, que é feito por um Médico do Trabalho, que avalia as condições do empregado, se o mesmo não tiver condições de continuar naquela função, a empresa faz um remanejamento para outra função, porém se mesmo assim o funcionário não conseguir se adaptar e/ou cumprir as tarefas ele será afastado do trabalho e aposentado por invalidez.

Josefa Raquel: Qual a sua opinião sobre as empresas que não investem em Segurança no Trabalho?

Sr. Aleixo - Na verdade, a empresa que não investe em segurança ela acha que está tendo lucro, quando na verdade está tendo prejuízo. Quando não há investimentos em segurança, o trabalhador vai estar menos informado, e toda vez que há um acidente quem perde é a empresa. A empresa está investindo quando fornece material, ela está se prevenindo contra acidentes, porque quando ocorre um acidente, o trabalhador se afasta, a empresa vai ter perda de de dinheiro, e vai ter que o substituir.
A empresa que não forma uma equipe de segurança ela pode ser punida pelo Ministério do Trabalho. A DRT- Delegacia Regional do Trabalho, fiscaliza as empresas para saber se elas estão seguindo as normas.

DSC00013.JPG
9DSC00015.JPG
DSC00014.JPG

Menu

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License