A Doença

topo

•Menu

Descubra a Tuberculose em 10 Lições fáceis


A Doença

As pessoas se preocupam com doenças que estão na mídia; tais como: H1N1, dengue, dentre outras; e acabam esquecendo de doenças de alto nível de periculosidade - agravos crônicos - que causaram várias mortes durante anos - e ainda causam -, e já eram para estar extintas da sociedade moderna, como por exemplo: A tuberculose.

Mas afinal, o que é tuberculose?

A tuberculose - chamada antigamente de "peste cinzenta”, e conhecida também em português como tísica pulmonar ou "doença do peito" - é uma das doenças infecciosas documentadas desde mais longa data e que continua a afligir a humanidade nos dias atuais. É causada pelo Mycobacterium tuberculosis. Estima-se que a bactéria causadora tenha evoluído há 15.000 ou 20.000 anos, a partir de outras bactérias do género Mycobacterium.

A Tuberculose ataca principalmente os pulmões.

Mas pode atingir também:

  1. Pleura;
  2. Gânglios;
  3. Cérebro;
  4. Meninge;
  5. Rins e Bexiga;
  6. Fígado;
  7. Intestino;
  8. Pele;
  9. Ossos.

A tuberculose é uma doença de notificação obrigatória (compulsória), ou seja, qualquer caso confirmado tem que ser obrigatoriamente notificado.

mapa

80% dos casos de tuberculose no mundo estão concentrados nos países assinalados em vermelho. Fonte: OMS

A tuberculose já foi chamada de "mal do século",pelo grande número de mortes na Europa causadas por ela. Isso aconteceu pelo fato de não haver tratamento/prevenção. Depois do descobrimento da BCG (vacina que ajuda a prevenir as formas mais graves da doença) e também o tratamento logo após, todos achavam que essa era uma vitória contra a Tuberculose. Entretanto ela vem crescendo desde a década de 80, segundo a Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde, há 20 mil novos casos e 5 mil óbitos mundiais por dia. No Brasil, a média anual é de 100 mil novos casos e 6 mil mortos. E além de ocuparmos o 15º lugar no ranking de registros da doença, ela é a nona causa de hospitalização no país. Muitos países justificam esse aumento atráves da precariedade e dificuldade em conseguir tratamento, mas o Brasil não pode usar essa desculpa, pois possue tratamento gratuito para todas as pessoas. Então, o que causa esse grande número? No meio do tratamento as pessoas percebem uma melhoria e acabam abandonando o mesmo, depois de algum tempo a doença volta bem mais forte, podendo contaminar um número maior de pessoas.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License